Reflexão sobre as diretrizes da educação moderna e pós-moderna no ensino de língua estrangeira

Autores

  • Andréia Matias Azevedo Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Márcia Atálla Pietroluongo Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Teoria, Prática, Professor, Intelectual crítico

Resumo

DOI: https://dx.doi.org/10.35572/rlr.v4i1.396

Este estudo versará sobre o espaço reservado à teoria e à prática no ensino-aprendizagem de língua estrangeira (LE), em particular de Francês língua estrangeira (FLE), tendo como principal objetivo analisar o nível de relação dessas atividades nesse campo e verificar se as orientações multi/pluri/trans/interdisciplinares favorecem, de fato, que os sujeitos tenham uma formação mais complexa e menos fragmentada, como preconizam certos especialistas do campo da educação e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).Atualmente, convém destacar que o papel do professor parece se limitar a uma prática mecânica e ahistórica do conhecimento, destituindo-o, assim, cada vez mais de sua imagem de intelectual crítico no contexto social. Para confirmar ou refutar tal hipótese, serão apresentadas as concepções de alguns especialistas da educação e do ensino de línguas relacionadas com essa temática, com base notadamente nas teorias de Luis Paulo da Moita Lopes (19969), José Carlos P. de Almeida Filho (1999, 2008), Newton Duarte (2000), José Libâneo (2009) e Glaudêncio Frigotto (2011).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado em

21 de outubro de 2023

Como Citar

AZEVEDO, A. M. .; PIETROLUONGO, M. A. . Reflexão sobre as diretrizes da educação moderna e pós-moderna no ensino de língua estrangeira. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 4, n. 1, p. 82–99, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/1800. Acesso em: 17 abr. 2024.

Seção

Estudos sobre a Língua Francesa: ensino e outras perspectivas