Entre o concreto e o invisível: o espaço da casa na narrativa de Natalia Ginzburg

Autores

  • Ionara Satin Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.7909536
Palavras-chave: Espaço, Literatura Italiana, Natalia Ginzburg

Resumo

Em ensaio intitulado Il figlio dell’uomo publicado primeiramente no jornal Unità em 1946, Natalia Ginzburg afirma que a sua geração está perto da substância das coisas. Esta frase poderia ensejar todos os seus escritos. A narrativa de Ginzburg é extremamente ligada ao concreto, ao palpável, ao cotidiano. Sua escrita segue o ritmo de uma respiração, sem contornos rebuscados, períodos cadentes ou lirismo açucarado. Ainda assim, camuflado nessa naturalidade, parece esconder-se uma certa profundidade do discurso, que ultrapassa as barreiras do visível, da superfície. Talvez não exatamente camuflado ou escondido, mas resultado de um ritmo de escrita e de escolhas precisas. Pensando nessa substância das coisas, esta pesquisa pretende analisar o símbolo mais evidente nos textos de Natalia Ginzburg: a casa. O objetivo deste estudo é analisar o espaço narrativo e temático da casa em três romances da escritora, La strada che va in città, Lessico Famigliare e La città e la casa, tentando buscar entender a importância desse espaço na construção de sua narrativa e em que medida a forma como ela apresenta a casa pode mostrar/esconder a profundidade de seu discurso. Para isso, serão de extrema importância os estudos de Antonio Dimas (1987), Gaston Bachelard (2000) e Luis Alberto Brandão (2013) sobre o espaço narrativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ionara Satin, Universidade Estadual Paulista

Doutora em Letras pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Letras, Câmpus Assis, com intercâmbio de estudos na Università degli Studi Roma Tre. Atualmente desenvolve pesquisa de pós-doutorado na área de Literatura Italiana pelo programa da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (UNESP/ FCLAr)

Referências

SATIN, Ionara. Entre o concreto e o invisível: o espaço da casa na narrativa de Natalia Ginzburg. Revista Letras Raras, v. 12, n. 1, p. 117-139, abr. 2023.

Downloads

Publicado em

29 de abril de 2023 — Atualizado em 29 de abril de 2023

Versões

Como Citar

SATIN, I. Entre o concreto e o invisível: o espaço da casa na narrativa de Natalia Ginzburg. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 12, n. 1, p. 117–139, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.7909536. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/428. Acesso em: 13 abr. 2024.

Seção

Artigos de temas livres