Paixão e prisão em Senilidade, de Italo Svevo e, Um amor, de Dino Buzzati

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8302660
Palavras-chave: Literatura Italiana, Relações Amorosas, Teoria Mimética, Senilidade, Um amor.

Resumo

O presente trabalho evidencia o diálogo existente entre duas narrativas da literatura italiana quanto à temática das relações amorosas e afetivas vividas por seus protagonistas. Ainda que os romances tenham sido escritos em momentos diferentes, com uma distância de 65 anos, ambos por ser lidos e interpretados a partir das paixões. Assim, como corpus principal desta análise, foram selecionados os romances: Senilidade, de Italo Svevo, publicado em 1898 e, Um amor, de Dino Buzzati, publicado em 1963. A partir dessas duas narrativas, propõe-se uma leitura das relações amorosas vividas pelos protagonistas, que por sua vez, atuam como fio condutor dessas histórias, sendo importantes na construção da identidade das figuras masculinas. Tal leitura, será embasada na teoria mimética do filósofo e antropólogo francês, René Girard.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivair Carlos Castelan, FCLAr/UNESP

Professor Substituto de Língua e Literatura Italianas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Possui graduação em Letras (Licenciatura Plena e Bacharelado) - Italiano/Português pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003), mestrado (2008) e doutorado (2014) em Letras (Língua, Literatura e Cultura Italianas) pela Universidade de São Paulo. Durante o doutorado realizou estágio sanduíche na Università di Padova, Italia. Atualmente desenvolve pesquisa de pós-doutorado (área de Literatura Italiana) junto ao programa de Estudos Literários da FCLAr/UNESP. Atua principalmente nos seguintes temas: Literatura Italiana, Narrativa Italiana Contemporânea, Ensino de Língua Italiana.

Referências

ANDRADE, Gabriel. René Girard: um retrato intelectual. Tradução Carlos Nougué. São Paulo: É Realizações Editora, 2011.

BATTAGLIA, Romano (a cura di). Il mistero in Dino Buzzati. Milano: Rusconi, 1980.

BUZZATI, Dino. Un amore. Milano: Mondadori, 1965.

____________. Um amor; tradução de Tizziana Giorgini. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2003.

FERRARIS, Anna Oliviero. Psicologia della paura. Torino: Boringhieri, 1980.

GIRARD, René. A crítica no subsolo; tradução Martha Gambini. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

_____________. Mentira romântica e verdade romanesca; tradução Lilia Ledon da Silva. São Paulo: É Realizações, 2009.

_____________. Um longo argumento do princípio ao fim: diálogos com João Cezar de Castro Rocha e Pierpaolo Antonello; tradução Bluma Waddington Vilar. Rio de Janeiro: Topbooks, 2000.

LAURETIS, Teresa de. La sintassi del desiderio: Struttura e forme del romanzo sveviano. Ravenna: Longo Editore, 1976.

MICELI-JEFFRIES, Giovanna. Per una poetica della senilità: la funzione della donna in Senilità e Un amore. Italica, Vol. 67, Nº. 3, 1990, pp. 353-370. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/478643>. Acesso em 05 maio 2023.

PELLEGRINI, Ernestina. Se un bruciatore di streghe revivesse, avrebbe rimorso? In RUGLIANO, Anna Rosa et all. Rincorrendo Angiolina....figure femminile nella vita e letteratura sveviana. Trieste: Museo Sveviano, 1999, pp.9-28

STASI, Beatrice. Svevo. Bologna: Mulino, 2009.

SVEVO, Italo. Senilidade; tradução de Ivo Barroso. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

___________. Romanzi e “continuazioni”. Milano: Mondadori, 2006.

TOSCANI, Claudio. Guida alla lettura di Buzzati. Milano: Mondadori, 1987.

Downloads

Publicado em

31 de agosto de 2023

Como Citar

CASTELAN, I. C. Paixão e prisão em Senilidade, de Italo Svevo e, Um amor, de Dino Buzzati. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 12, n. 2, p. 259–275, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8302660. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/490. Acesso em: 27 fev. 2024.

Seção

Artigos de temas livres