Uma caracterização-tradução semiolinguística da personagem Simão Bacamarte

Autores

  • Lucas Piter Alves-Costa Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG
Palavras-chave: Histórias em quadrinhos, Machado de Assis, Simão Bacamarte, Modo de organização descritivo

Resumo

DOI: https://dx.doi.org/10.35572/rlr.v7i2.1045

Este trabalho pretende caracterizar a personagem Simão Bacamarte, d’O Alienista (2007), de Fábio Moon e Gabriel Bá, versão em quadrinhos da obra homônima de Machado de Assis. A abordagem partirá de pressupostos da Semiolinguística, associando ao Modo de Organização Descritivo, de Charaudeau (2008), autores como McCloud (1995), Bremond (1979), Eco (1979) e Joly (2007) para conjugar os estratos visual e verbal da descrição da personagem. Proposta inicialmente para uma abordagem de textos predominantemente verbais, a teoria aqui utilizada é ampliada para análise do texto em quadrinhos, que não é tomado, neste trabalho, como produto da mera junção de imagens e palavras, mas sim de uma linguagem própria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Piter Alves-Costa, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG

Pós-doutorando em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM (CAPES-PNPD). Doutor
em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Santa Maria, RS, Brasil.

Referências

ASSIS, M. de. O alienista. 5ª ed. São Paulo: Ática, 1977.

BRAIT, B. A personagem. 5. ed. São Paulo: Editora Ática, 1993.

CAMPOS, H. Metalinguagem: ensaios de teoria e crítica literária. São Paulo: Editora Cultrix, 1976.

CHARAUDEAU, P. Les stéréotypes, c’est bien, les imaginaires, c’est mieux. In: BOYER, Henri (Org). Stéréotypage, stéréotypes: fonctiontionnements ordinaires et mises en scène. Paris: L’Harmattan, 2007, p. 49-63.

CHARAUDEAU, P. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Editora Contexto, 2008.

ECO, U. Apocalípticos e integrados. São Paulo: Editora Perspectiva, 1979a.

EISNER, W. Quadrinhos e arte sequencial. 3ª ed. Trad. Luís Carlos Borges. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Trad. Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. 18ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 2009.

FREITAS, F. F. P. A história da psiquiatria não contada por Foucault. História, Ciências, Saúde – Manguinhos [online], n. 1, vol. 11, 2004, p. 75-91. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2011.

GARBUGLIO, J. C. Apresentação. In: ASSIS, M. O alienista. São Paulo: Ática, 1977, p. 5-8.

GOMES, P. E. S. A personagem cinematográfica. In: CANDIDO, A. et al. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2004, p. 103-119.

GOMES, R. O Alienista: loucura, poder e ciência. Tempo Social. [On line], n. 1, v. 5, 1993, p. 145-160. São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2012.

JOLY, M. Introdução à análise da imagem. Trad. Marina Appenzeller. São Paulo: Papirus Editora, 2007.

LIMA, L. C. O palimpsesto de Itaguaí. In: ______. Pensando nos trópicos (dispersa demanda II). Rio de Janeiro: Rocco, 1991, p. 253-265.

McCLOUD, S. Desvendando os quadrinhos. Trad. Helcio de Carvalho, Marisa do Nascimento Paro. São Paulo: Makron Books, 1995.

McCLOUD, S. Desenhando quadrinhos. Trad. Roger Maioli dos Santos. São Paulo: Makron Books, 2008.

MOISÉS, M. “O Alienista”: paródia de Dom Quixote? In: MOISÉS, M. Machado de Assis: ficção e utopia. São Paulo: Cultrix, 2001, p. 127-140.

MOON, F.; BÁ, G. O Alienista: Machado de Assis: adaptação em quadrinhos. Rio de Janeiro: Agir: 2007.

PEASE, A.; PEASE, B. Desvendando os segredos da linguagem corporal. 4. ed. Rio de Janeiro: Sextante, 2005.

TODOROV, T. As categorias da narrativa literária. In: BARTHES, R. et al. Análise estrutural da narrativa. Communications. 2.ed. Petrópolis, RJ: Editora Vozes Ltda, 1971, p. 211-256.

Downloads

Publicado em

14 de outubro de 2023

Como Citar

ALVES-COSTA, L. P. . Uma caracterização-tradução semiolinguística da personagem Simão Bacamarte. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 7, n. 2, p. 183–207, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/1539. Acesso em: 13 abr. 2024.

Seção

A tradução e suas linguagens