O espelho imperfeito: a poesia de Hilda Hilst e sua versão para o inglês

Autores

  • Frederico Spada Silva PUC-Rio
Palavras-chave: Versão, Poesia, Hilda Hilst

Resumo

DOI: https://dx.doi.org/10.35572/rlr.v3i2.305

Resumo: O presente artigo propõe a análise de uma versão para o inglês, realizada por Lavinia Saad em seu blog “Brazilian Poetry in Translation: Translations and Transfigurations”, do primeiro poema da seção “Dez chamamentos ao amigo”, que é parte do livro Júbilo, memória, noviciado da paixão (1974), da poetisa paulista Hilda Hilst (1930-2004), a partir da comparação entre os textos fonte e alvo e de teorias e procedimentos tradutórios que reforçam o caráter literal, mas não de equivalência, da versão em questão. Para tanto, começamos discutindo algumas questões relativas ao texto literário, em especial a poesia, e ao papel do tradutor em sua relação com a tradução/versão literária; em seguida, apresentamos a vida e a obra de Hilda Hilst, comentando o livro que faz parte de nosso corpus, para, por fim, apresentamos nossa análise da versão de Saad para o referido poema, abordando seu trabalho tanto do ponto de vista formal quanto estrutural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado em

22 de outubro de 2023

Como Citar

SILVA, F. S. . O espelho imperfeito: a poesia de Hilda Hilst e sua versão para o inglês. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 3, n. 2, p. 5–19, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/1822. Acesso em: 17 abr. 2024.

Seção

Dossiê Tradução