Extensão Universitária: conceituação, fundamentos e implementação

Autores

  • Francisco Ivo Gomes de Lavor Faculdades Integradas do Ceará - UniFIC
  • Thales Henrique Souza Clementino Faculdades Integradas do Ceará - UniFIC
  • Maria Alanna Carvalho Lima Faculdades Integradas do Ceará - UniFIC
  • Aline Moreira Lima Faculdades Integradas do Ceará - UniFIC
  • Rodolfo Rodrigo de Almeida Lacerda Faculdades Integradas do Ceará - UniFIC
  • Sandra Maijane Soares de Belchior Faculdades Integradas do Ceará - UniFIC
Palavras-chave: curricularização da extensão, legislação brasileira, educação superior

Resumo

Conforme a legislação brasileira, a extensão universitária há uma indissociabilidade relacionada ao ensino e à pesquisa, compondo o tripé da Educação Superior. Entretanto, ao longo da história, pode-se perceber diferentes conceitos de extensão, consolidação de fundamentos e expressivos desafios de implementação. Nesse sentido, objetivou-se, demonstrar o processo conceitual, de fundamentação e os desafios da prática extensionista na universidade. A pesquisa foi descritiva e exploratória quanto aos objetivos e ao levantamento dos procedimentos utilizados. Os dados foram colhidos por meio da observação direta, em que foram selecionadas as fontes através de consultas e leitura do material disponível, com foco na demonstração de conteúdo para a obtenção dos resultados. Os resultados apontam que, no Brasil, a prática das atividades de Extensão Universitária remonta seu início ao século XX, coincidindo assim com a criação do Ensino Superior, contudo, a extensão na universidade naquele momento, se apresentava um contrassenso, uma vez, que a existência dela foi ignorada pelas classes populares e não se conseguiu atingir o interesse delas diante das ações ofertadas. Atualmente, a extensão no currículo contribui com o produzir ciência, tecnologia e conhecimento, focada na sua realidade. Ao falar isso, pode-se dizer que vamos aprender com sujeitos sociais e com a comunidade. Tal movimento poderá permitir à universidade o sair o encastelamento e dissociação da realidade local. Como diria Paulo Freire, quanto mais cidadão do mundo nós somos, mais somos cidadão do local. Ao produzir o conhecimento envolvendo interesses da comunidade, ela está sinalizando a abertura à complexidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATISTA, N. A. Educação interprofissional em saúde: concepções e práticas. Caderno FNEPAS, v. 2, p. 25-28, 2012.

BATISTA, Z. N.; KERBAUY, M. T. M. A Gênese da extensão universitária brasileira no contexto de formação do Ensino Superior. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 3, p. 916-930, 2018.

BAZZOLI, J. A. Agenda 2030: Extensão como trajeto para institucionalização. Revista Conexão UEPG, Ponta Grossa, Paraná, v. 17, p. 01-16, 2021.

BORGES, D. G. Extensão Universitária e sua importância na Formação Acadêmica. LinKed in, 2020. Disponível em: https://pt.linkedin.com/pulse/extens%C3%A3o-universit%C3%A1ria-e-sua-import%C3%A2ncia-na-forma%C3%A7%C3%A3o-acad%C3%AAmica. Acesso em janeiro de 2023.

BOTOMÉ, S. P. Pesquisa alienada e ensino alienante: o equívoco da extensão universitária. 2 ed. Petrópolis: Vozes; São Carlos: EDUFSCar, 2007.

BRASIL. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 1968.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado, 1988.

BRASIL. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF, 1996.

BRASIL. Lei nº. 10. 172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Brasília: Senado, 2001.

BRASIL. Resolução CNE/CES nº. 7, de 18 de dezembro de 2018. Estabelece as Diretrizes para a Extensão na Educação Superior Brasileira e regimenta o disposto na Meta 12.7 da Lei nº 13.005/2014 que aprova o Plano Nacional de Educação – PNE – 2014-2014 e dá outras providências. Brasília, DF, 2018.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? 25. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2021.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GONÇALVES, N. G.; QUIMELLI, G. A. de S. (orgs.). Princípios da Extensão Universitária: contribuições para uma discussão necessária. Curitiba: Editora CRV, 2016.

LANDÓ, W. C. de L. A Institucionalização da Extensão Na Universidade Estadual de Goiás (UEG). Dissertação (Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO, 2017.

MEDEIROS, M. M. de. A Extensão Universitária No Brasil – Um Percurso Histórico. Revista Barbaquá/UEMS - Dourados - MS, v. 1, n. 1, p. 09-16, 2017.

PINOTTI, C. Extensão universitária: cenário e financiamento. Research, Society and Development, v. 9, n. 5, 2020.

SANTOS, B. de S. A universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

SANTOS, G. de A. F. As Instituições de Ensino Superior da cidade de Guarujá (SP) e a institucionalização das atividades de extensão. Dissertação (Mestrado em Gestão de organizações) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2014.

SANTOS, J. H. de S.; ROCHA, B. F.; PASSAGLIO, K. T. Extensão Universitária e Formação no Ensino Superior. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 7, n. 1, p.23-28, 2016.

SANTOS, L. dos.; BONIFÁCIO, J. Perspectivas da extensão universitária na formação de professores: Contextualização Histórico-Social. Revista Devir Educação, Lavras, v. 4, n. 1, p. 171-187, 2020.

SILVA, E. M. L.; OLIVEIRA, W. F. de.; LAMOUNIER, L. A. Ensino e Extensão: Uma análise sobre trajetória pela afirmação da extensão universitária no Brasil e um retrato dos projetos da Faculdade de Direito de Conselheiro Lafaiete – MG. ATHENAS, v. 1, n. 9, p. 1-19, 2020.

SILVA, W. P. da. Extensão Universitária: um conceito em construção. Revista Extensão & Sociedade, v. 11, n. 2, 2020.

SIQUEIRA, M. M. B. de.; CORDEIRO, A.; GONÇALVES, N. G.; LOPES, I. A. P. Interdisciplinaridade e interprofissionalidade na extensão universitária pelo olhar de uma estudante de Pedagogia. Revista ELO - Diálogos em Extensão Viçosa, MG, v. 11, p. 1-7, 2022.

Downloads

Publicado em

9 de julho de 2023

Como Citar

LAVOR, F. I. G. de; CLEMENTINO, T. H. S.; LIMA, M. A. C.; LIMA, A. M. .; LACERDA, R. R. de A.; BELCHIOR, S. M. S. de. Extensão Universitária: conceituação, fundamentos e implementação. Journal of Multidisciplinary Sustainability and Innovation, Iguatu, v. 1, n. 1, p. 5–11, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/jmsi/article/view/839. Acesso em: 22 maio. 2024.

Seção

Educação e suas Tecnologias

Categorias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)