Riscos e benefícios da terapia medicamentosa para emagrecimento em mulheres no Brasil

Autores

  • Escarlet Evangelista de Souza Faculdades Integradas do Ceará - UNIFIC
  • Thalita Sévia Soares de Almeida Magalhães Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
  • Carla Heloisa Alencar de Figueiredo Univerdade Federal de Campina Grande - UFCG
  • Antônio Leandro Florentino Brito Faculdades Integradas do Ceará - UNIFIC
  • Samuel Ilo Fernandes de Amorim Faculdades Integradas do Ceará - UNIFIC
  • Jorge Madrigal Azcuy Univerdade Federal do Ceará - UFC
Palavras-chave: Obesidade, Medicamentos, Doença crônica, Mulheres.

Resumo

A obesidade é caracterizada pelo acúmulo exagerado de tecido adiposo no organismo, é uma doença crônica, identificada por condições multifacetadas, como fatores biológicos, históricos, socioeconômicos, psicossociais e culturais. As terapias apontadas para tratamento envolvem medicamentos que são moderadores de apetite, que agem como inibidores específicos das lipases gastrointestinais, anorexígenos, dentre outros. Nesse sentido, objetivou-se no presente estudo avaliar os riscos e benefícios de terapias medicamentosa utilizada para emagrecimento em mulheres no Brasil. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica e com abordagem qualitativa. O estudo foi realizado nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), PUBMED e Scientific Electronic Library Online (SciELO). Para a busca dos estudos, foram utilizados os descritores em Ciências da Saúde (DeCS): obesidade, terapia medicamentosa, riscos e benefícios. Foram escolhidos os trabalhos publicados nos últimos sete anos. Os resultados mostraram a utilização de terapias medicamentosas e a utilização de extratos ou produtos de origem vegetal, como o chá verde. Dentre estes, os mais utilizados são: o cloridrato de sibutramina, orlistate, semaglutida, cloridrato de lorcasserina. Identificou-se que os medicamentos citados apresentam os resultados esperados e resultam na perda de peso, porém os riscos no uso envolvem insônia, depressão, irritabilidade e em muitos casos ideação suicida. Concluiu-se que o uso dos inibidores de apetite deve ser adotado somente em casos de real necessidade e não somente por influência de padrões estéticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAYS, H.; PERDOMO, C.; NIKONOVA, E.; KNOT, R.; MALHOTRA, M. Lorcaserin and metabolic disease: weight-loss dependent and independent effects. Obesity Science & Practice, v. 4, p. 499-505, 2018.

BELVIQ: comprimido. Responsável técnico Dra. Ivanete A. Dias Assi . São Paulo: Eurofarma, 2019. 1 bula de remédio.

BOHULA, E. A.; WIVIOTT, S. D.; MCGUIRE, D. K.; INZUCCHI, S. E.; KUDER, J.; FANOLA, C. L. et al. Cardiovascular Safety of Lorcaserin in Overweight or Obese Patients. N Engl J Med, v. 379, p.1107-1117, 2018.

BLUNDELL, J.; FINLAYSON, G.; AXELSEN, M.; FLINT, A.; GIBBONS, C.; KVIST, T.; HJERPSTED, J. B. Effects of once-weekly semaglutide on appetite, energy intake, control of eating, food preference and body weight in subjects with obesity. Diabetes obes Metab., v.19, n.9, p.1242-1251, 2017.

CAMPOS, L. S.; OLIVEIRA. L. A.; SILVA, P. K. P.; PAIVA, A. M. R. Estudo dos efeitos da sibutramina. Revista Uningá Review, v. 20, n. 3, p.50-53, 2018.

CORDEIRO, P. J.; DALMASO, B. S.; ANCESCHI, A. S.; SÁ, S. G. F.; LEOPOLDO, S. A.; CUNHA, H. R. M. Hipertensão em estudantes da rede pública de Vitória/ES: Influência do sobrepeso e obesidade. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v.22, n.1. p. 59-65. 2016.

COSTA, A. M. J.; DUARTE, S. F. P. Principais medicamentos utilizados no tratamento da obesidade e vias de ação: Uma revisão sistemática. Id on Line Rev. Psic. v.11, n. 35. p. 199-206, 2017. https://doi.org/10.14295/idonline.v11i35.728

DIAS, P. C.; HENRIQUES, P.; ANJOS, L. A.; BURLANDY, L. Obesidade e políticas públicas: concepções e estratégias adotadas pelo governo brasileiro. Cad. Saúde Pública, v. 33, n. 7, p. , 2017.

DUTRA, J. R.; SOUZA ,S. M. da F; PEIXOTO, M. C. A influência dos padrões de beleza veiculados pela mídia, como fator decisório na automedicação com moderadores de apetite por mulheres no município de Miracema-RJ. Miracema/RJ, 2015.

FERREIRA, A. O. Orlistate: Qualidade, especificação da matéria-prima e aspectos farmacotécnicos que influenciam em sua eficácia, Ortofarma Controle de Qualidade, 2015.

FORTES, R. C.; GUIMARÃES, N. G; HAACK, A. Orlistat e sibutramina: bons coadjuvantes para perda e manutenção de peso? Revista Brasileira Nutr. Clin., v. , n. , p. , 2015.

FRANCO, R. R.; COMINATO L., DAMIANI D. O efeito da sibutramina na perda de peso de adolescentes obesos. Arq. Bras. Endocrinol Metab, v. 58, n. 3, p. 243-50, 2015.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 ed., São Paulo: Editora Atlas S.A., 2008.

GUTIERREZ, J. A.; LANDAVERDE, C.; WELLS, J. T.; POOTDAD, F. Lorcaserin use in the management of morbid obesity in a Pre-Liver transplant patient. Hepatology, v. 64, p. 301- 302, 2016.

HARAZI, H., SAMAMI, N., KHEIRKHAH, J., TAATI, B. The effect of three weeks green tea extract consumption on blood pressure, heart rate responses to a single bout resistance exercise in hypertensive women. High Blood Press Cardiovasc Prev., v. 21, n. 3, p. 213-219, 2015.

Instituto Nacional de Câncer. Posicionamento do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva acerca do sobrepeso e da obesidade, 2017.

KOVACS, E. M. R.; LEJEUNE, M. P. G. M.; NIJS, I.; WESTWRTERP-PLANTENGA, M. S. Effects of green tea on weight maintenance after body-weight loss. Br J Nutr. v. 91, n. 3, p. 431-7, 2015.

KUSHNER, R. F. et al. Semaglutide 2.4 mg for the Treatment of Obesity: Key Elements of the STEP Trials 1 to 5. Obesity (Silver Spring, Md.),v. 28, n. 6, p. 1050-1061, 2020.

LANDO, G. A.; MARTINS, B. A.; CLEMENTINO, G. C. Medicamentos milagrosos de emagrecimento: o direito dos consumidores frente às propagandas enganosas. Portuguese Reon Facema. v.3, n. 4, p. 684-692, 2018.

MANCINI, H. A. Tratamento farmacológico da obesidade. Arq Bras. Endoc. Metab. v. 46, n. 5, p. 497-508, p.2018.

MEDEIROS, C. D. Uso da semaglutida como agente emagrecedor: uma revisão de literatura. 2021. f. Monografia apresentada ao Curso de Biomedicina do Centro Universitário Maria Milza, Governador Mangabeira – BA. 2021.

MELO, C. M. de; OLIVEIRA, D. R. O uso de inibidores de apetite por mulheres: um olhar a partir da perspectiva de gênero. Ciência e saúde coletiva, v. 16, n.5, p. 2523 – 2532, 2015.

MINAYO, M. C. Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

OLIVEIRA, K. R; VILELA, P. A.; FREITAS, J. G. A.; SANTOS, U. G. Sibutramina: efeitos e riscos do uso indiscriminado em obesos. Rev. Eletr. Trab. Acad. v. 1, n. 3, p. 291-302, 2016.

Organização Mundial da Saúde. Relatório Mundial sobre a Situação Global da Obesidade, 2018 Recuperado de https://www.who.int/obesity/global-status-report/en/

OZEMPIC: Injetável. Responsável técnico Luciane M. H. Fernandes. Paraná: Novo Nordisk A/S, 2018. 1 bula de remédio.

PAUMGARTTEN, F. J. R. Benefícios para a saúde a longo prazo de inibidores de apetite permanecem sem comprovação. Rev. Saúde pública. v. 45, n. 6, p. 1192-1196, 2017.

PORTO, G. PADILHA, H. SANTOS, G. Riscos causados pelo uso indiscriminado de medicamentos para emagrecer. Research, Society and Development, 2021.

RADAELLI, M.; PEDROSO, R. C.; MEDEIROS, L. F. Farmacoterapia da obesidade: Benefícios e Riscos. Saúde e Desenvolvimento Humano, v. 4, n. 1, p. 101-115, 2016.

REDUCTIL: Cápsula. Responsável técnico Fabio Bussinger da Silva. Rio de Janeiro: Abbott, 2010. 1 bula de remédio.

SANTOS, K. P.; SILVA, G. E; MODESTO, K. R. Perigo dos medicamentos para emagrecer. Rev Inic Cient Ext. v. 2, n. 1, p. 37-45, 2019.

SILVA, R. R. E.; ABREU, P. A. Chás e emagrecimento: Uma análise críticado que está sendo recomendado nos vídeos do youtube. Revista Saúde e Meio Ambiente, v. 12, n. 1, p. 235–248, 2021.

SOUZA JUNIOR, P. R. B; FREITAS, M. P. S; ANTONACI, G. A; SZWARCWALD, C. L. Desenho da Amostra da Pesquisa Nacional de Saúde. Epidemiol Serv Saúde, v. 24, n. 2, p. 207-216, 2017.

STAMM, D. Comportamento feminino da geração Y no consumo de produtos de beleza. Documento sistematizador. Santa Rosa: Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, 2015.

XENICAL: Cápsula. Responsável técnico Tatiana Tsiomis Díaz. Rio de Janeiro: Roche, 2020. 1 bula de remédio.

Downloads

Publicado em

23 de janeiro de 2024

Como Citar

EVANGELISTA DE SOUZA, E.; SÉVIA SOARES DE ALMEIDA MAGALHÃES, T.; HELOISA ALENCAR DE FIGUEIREDO, C.; LEANDRO FLORENTINO BRITO, A.; ILO FERNANDES DE AMORIM, S.; MADRIGAL AZCUY, J. Riscos e benefícios da terapia medicamentosa para emagrecimento em mulheres no Brasil. Journal of Multidisciplinary Sustainability and Innovation, Iguatu, v. 1, n. 2, p. 6–12, 2024. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/jmsi/article/view/2179. Acesso em: 12 abr. 2024.

Seção

Saúde e Inovação

Categorias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)