LETRAMENTO CIENTÍFICO COMO PRÁTICA DE (TRANS)FORMAÇÃO

UM ESTUDO A PARTIR DO GÊNERO ARTIGO DE POPULARIZAÇÃO CIENTÍFICA (ARTPC)

Autores

  • Lucas Campos Borges Programa Pós-Graduação em Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias Unidade de Ciências Socioeconômicas e Humanas - Nelson de Abreu Júnior - Universidade Estadual de Goiás https://orcid.org/0000-0003-0675-0956
  • Sostenes Lima Programa Pós-Graduação em Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias Unidade de Ciências Socioeconômicas e Humanas - Nelson de Abreu Júnior - Universidade Estadual de Goiás https://orcid.org/0000-0002-1814-3996

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8021554
Palavras-chave: Letramento científico, Popularização científica, Gênero artigo de popularização científica, Análise de Discurso crítica

Resumo

 Este artigo discute as práticas de letramento e de popularização científica, concebidas aqui como um conjunto de práticas sociais e discursivas que possibilitam a compreensão da atividade científica em suas várias dimensões e aplicações sociais. Tem como objetivo principal analisar o modo como o letramento e a popularização científica podem contribuir para formar sujeitos críticos, conscientes da necessidade de transformar a realidade social. Fundamentado no arcabouço teórico-metodológico da Análise de Discurso Crítica (ADC), o estudo analisa as práticas discursivas de popularização científica a partir do gênero artigo de popularização científica (ArtPC). O corpus de análise é constituído por um texto de popularização científica da área da Linguística, publicado na revista Pesquisa Fapesp: “Pela sobrevivência das línguas indígenas”, de autoria de Luisa Destri (2023). O letramento científico voltado para as ciências da linguagem, conforme mostra o texto analisado, constitui um instrumento importante para a educação linguística e para a formação cidadã. Pode-se trazer para o contexto do ensino diversos elementos da produção científica que potencializam uma melhor uma compreensão social e histórica dos fenômenos linguísticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBAGLI, Sarita. Divulgação científica: Informação científica para cidadania. Revista Ciência Da Informação, v. 25, n. 3, 1996.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

______. Os gêneros do discurso. Organização, tradução, posfácio e notas de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016.

BICUDO, Rodrigo de Siqueira; TEIXEIRA, Ricardo Roberto Plaza. Educação Científica e Negação da Ciência. Revista Educação, ciência e cultura, Canoas (RS), v. 27, n. 1, p. 1-15, 2022. Disponível em: https://revistas.unilasalle.edu.br/index.php/Educacao/article/view/8058. Acesso em: 23 fev. 2023.

BUENO, Wilson Costa. Comunicação científica e divulgação científica: aproximações e rupturas conceituais. Informação & Informação, Londrina, v. 15, p. 1-12, 2010. (Número especial) Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/6585. Acesso em: 26 dez. 2021.

______. Jornalismo Científico: conceito e funções. Ciência e Cultura, São Paulo, v. 37, n. 9, p. 1420-1427, set. 1985. Disponível em https://biopibid.ccb.ufsc.br/files/2013/12/Jornalismo-cient%C3%ADfico-conceito-e-fun%C3%A7%C3%A3o.pdf. Acesso em: 03 fev. 2022.

CLARK, Romy et al. Conscientização Crítica da Linguagem. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas (SP), v. 28, p. 37-57, jul./dez. 1996. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8639265. Acesso em: 2 jun. 2022.

DEMO, Pedro. Educação científica. Boletim Técnico do Senac, v. 36, n. 1, p. 15-25, 19 ago. 2010.

DESTRI, Luiza. Pela sobrevivência das línguas indígenas. Revista Pesquisa Fapesp, ed. 273, nov. 2018. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/pela-sobrevivencia-das-linguas-indigenas/. Acesso em: 09 fev. 2023.

DIAS, Juliana de Freitas; COROA, Maria Luíza Monteiro Sales; LIMA, Sostenes Cezar de. Criar, resistir e transgredir: pedagogia crítica de projetos e práticas de insurgências na educação e nos estudos da linguagem. Cadernos de Linguagem e Sociedade, Brasília (DF), v. 19, n. 3, p. 29-48, 2018.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Coordenação da tradução e revisão técnica Izabel Magalhães. Brasília: UnB, 2001.

FERREIRA, Alexandra B.; SOUZA, Gilmara M. Souza; LIMA, Sostenes. (De)colonialidade discursiva: uma reflexão sobre os processos de regulação e normalização da escrita no campo acadêmico-científico. Polifonia, Cuiabá (MT), v. 28, n. 52, p. 11-35, 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.

_____. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 39. ed. São Paulo: Paz e terra, 1996.

FOUCOULT. Michel. Verdade e Poder. In: ______. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

GRILLO, Sheila Vieira de Camargo. Divulgação científica: linguagens, esferas e gêneros. 2013. 333 f. Tese (Livre docência) - Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

LIMA, Sostenes Cezar de. Hipergênero: agrupamento ordenado de gêneros na constituição de um macroenunciado. Tese (doutorado). Universidade de Brasília. Instituto de Letras. Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas. Programa de Pós-graduação em Linguística, 2013.

LIMA, Sostenes Cezar de; LIMA, Priscila. M. R. Decolonialidades e insurgências nas práticas discursivas acadêmicas. Projeto de Pesquisa - Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, 2019.

MAMEDE, Simone; BENITES, Maristela; ALHO, Cleber J. R. Ciência Cidadã e sua Contribuição na Proteção e Conservação da Biodiversidade na Reserva da Biosfera do Pantanal. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 12, n. 4, p. 153-164, 2017. DOI: 10.34024/revbea.2017.v12.2473. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/revbea/article/view/2473. Acesso em: 09 fev. 2023.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MOTTA-ROTH, Désirée. Letramento científico: sentidos e valores. Notas de Pesquisa, Santa Maria, v. 1, n. 0, p. 12–25, 2011. DOI: 10.5902/npesq.v0i0.3983. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/nope/article/view/3983. Acesso em: 19 fev. 2023.

RAMALHO, Viviane; RESENDE, Viviane M. Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas (SP): Pontes, 2011.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos. Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafios. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 36, p. 474-492, dez. 2007.

SILVA, Wagner Rodrigues et al. Compreensão de ciência por professores em formação inicial. Raído, Dourados (MS), v. 12, n. 30, p. 33-51, 2018.

SILVA, Wagner Rodrigues. Letramento científico na formação inicial do professor. Revista Práticas de Linguagem, v. 6 especial - Escrita discente, p. 8-23, 2016.

_____. Educação científica como abordagem pedagógica e investigativa de resistência. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas (SP), v. 59, n. 3, p. 2278-2308, 2020.

SWALES, John M. Research genres: exploration and applications. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

ZAMBONI, Lilian Márcia Simões. Cientistas, jornalistas e a divulgação científica: subjetividade e heterogeneidade no discurso de divulgação científica. Campinas: Autores Associados, 2001.

VIEIRA, Josenia Antunes; MACEDO, Denise Silva. Conceitos-chave em análise de discurso crítica. In: BATISTA JR, José Ribamar Lopes; SATO, Denise Tamaê Borges; MELO, Iran Ferreira de. (org.). Análise de discurso crítica para linguistas e não linguistas. São Paulo: Parábola, 2018.

VOGT, Carlos. A espiral da cultura científica. ComCiência: Revista Eletrônica de Jornalismo Científico, n. 45, jul. 2003. Disponível em:https://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/cultura/cultura01.shtml. Acesso em: 19 fev. 2023.

VOLÓCHINOV, Valentin. Marxismo e filosofia da linguagem. Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de Grillo, Sheila; Américo, Ekaterina Vólkova. São Paulo: Editora 34, 2017.

Downloads

Publicado em

10 de junho de 2023

Como Citar

BORGES, L. C. .; LIMA , S. . LETRAMENTO CIENTÍFICO COMO PRÁTICA DE (TRANS)FORMAÇÃO: UM ESTUDO A PARTIR DO GÊNERO ARTIGO DE POPULARIZAÇÃO CIENTÍFICA (ARTPC). Revista Leia Escola, Campina Grande, v. 23, n. 1, p. 13–31, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8021554. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/leia/article/view/726. Acesso em: 22 maio. 2024.

Seção

Dossiê