GÊNERO REPORTAGEM DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA: CONTRIBUIÇÕES PARA A ANÁLISE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8021617
Palavras-chave: Gêneros de divulgação científica, Reportagem, Letramento Científico

Resumo

O presente artigo resulta de uma pesquisa de iniciação científica, na área de linguagem, desenvolvida no âmbito da UFCG (PIBIC/2022). Tem como objetivo apresentar os resultados da análise de um texto de divulgação científica, reportagem, com foco nos níveis contextual (contexto de produção) e textual (conteúdo temático, plano de texto e mecanismos linguísticos). A pesquisa se insere no campo de estudos da Linguística Aplicada, podendo ser caracterizada como uma pesquisa qualitativa. Fundamentou-se, teoricamente, nos estudos do campo do Interacionismo Sociodiscursivo (ISD), em pesquisas de Bronckart (1999, 2006, 2008), Vézina (2011), Miranda (2015), Luzonzo (2018), Helena Jorge (2018), e especialmente na proposta analítica das marcas do texto de divulgação científica apresentada por  Coutinho, Gonçalves et al. (2018). Os resultados do estudo revelam a importância do conhecimento das características dos textos de divulgação científica (título, articulação entre imagem e texto, intenção comunicativa, conteúdo, vocabulário, tipos de discurso) como pistas pertinentes para o  trabalho com a leitura de gêneros textuais e para o desenvolvimento da capacidade crítica do aluno-leitor, no contexto do Ensino Fundamental

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALESSANDRA, Ribeiro. Minimizar risco de morte por COVID-19 é um erro. COVID19 DivulgAção Científica: Alessandra Ribeiro, 30 set. 2021. Disponível em: http://coronavirusdc.com.br/2021/09/30/minimizar-risco-de-morte-por-covid-19-e-um-erro/. Acesso em: 28 jan. 2022.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: primeiro e segundo ciclos do Ensino Fundamental. Língua Portuguesa. MEC, 1998.

______. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BRONCKART, J.P. Atividades de linguagem, textos e discursos: por um interacionismosócio-discursivo. São Paulo: EDUC, 1999.

COUTINHO, Antónia. Literacia científica e literacia literária: implicações e desafios. In: Literacia científica na escola, n.90, Lisboa, p. 28-42, 2018.

______ et al; Trabalhar com textos de divulgação da ciência na disciplina de Português. In: Literacia científica na escola, n. 90, Lisboa, 2018.

DOLZ, Joaquim; NOVERRAZ, Michele; SCHNEUWLY, Bernard. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2004, p. 95-128.

FILIPE, Luzonzo. O artigo de divulgação científica – algumas marcas de género. In: Literacia científica na escola, In: Literacia científica na escola, n.90, Lisboa, p. 79-89, 2018.

HILA, C. Ressignificando a aula de leitura a partir dos gêneros textuais. In: NASCIMENTO, Elvira Lopes. Gêneros textuais: da didática das línguas aos objetos de ensino. 1. Ed. São Carlos: Claraluz, 2009.

LEURQUIN, E. O espaço da leitura e da escrita em situações de ensino e aprendizagem de Português língua estrangeira. Pernambuco. Revista Eutomia, Revista de Literatura e Linguística, p. 167-187, Dez. 2014.

JORGE, Helena. estendal da ciência – da leitura à escrita de textos de divulgação científica. In: Literacia científica na escola, n. 90, Lisboa, 2018, p. 104-108.

SALTON KÖCHE, V.; FOGALI MARINELLO, A. O gênero textual reportagem e sua aplicação no ensino da leitura e escrita. [S. l.], v. 8, n. 16, p. 125–138, 2012.

LAGE, N. Estrutura da notícia. São Paulo: Ática, 1985.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Compreensão de textos: algumas considerações. In: DIONISIO, Ângela; BEZERRA, Auxiliadora. O Livro Didático de Língua Portuguesa: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001, p.46-59.

MIRANDA, F. Considerações sobre o ensino de gêneros textuais: pesquisa e intervenção. In _____; LEURQUIN. E; COUTINHO, M. A.(org.) Formação docente: textos, teorias e práticas. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015.

MOREIRA, H; CALEFFE, L.G. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. Rio de Janeiro, Lamparina, 2008.

PÉREZ, Mariana. Com a palavra, o professor: vozes e representações docentes à luz do Interacionismo Sociodiscursivo. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2014.

REINALDO, M. A. Projeto de pesquisa Letramento científico e meios digitais na escola: uma pesquisa colaborativa com foco na formação docente. UFCG – PPGLE, 2020.

TEIXEIRA, Carla. Géneros de divulgação científica (notícia, reportagem, entrevista) – do contexto de produção ao texto. In: Literacia científica na escola, n.90, Lisboa, p. 147-163, 2018.

Downloads

Publicado em

10 de junho de 2023

Como Citar

SILVA, A. V. S. de F. .; SALES, A. B. . GÊNERO REPORTAGEM DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA: CONTRIBUIÇÕES PARA A ANÁLISE. Revista Leia Escola, Campina Grande, v. 23, n. 1, p. 32–45, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8021617. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/leia/article/view/621. Acesso em: 20 jul. 2024.

Seção

Dossiê