ANÁLISE DE TEXTO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O ENSINO DA LEITURA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8021633
Palavras-chave: Divulgação científica, Gêneros textuais, Ensino de Língua Portuguesa

Resumo

A divulgação científica tem recebido atenção no ensino de língua visando o letramento científico do aluno. Partindo do pressuposto de que é papel da escola básica proporcionar oportunidades para a discussão sobre o assunto e sobre o papel da linguagem nessa tarefa, o presente artigo pretende: a) analisar as marcas contextuais e textuais de uma reportagem de divulgação científica; b) propor a modelização didática de um exemplar desse gênero; c) relacionar a proposta didática construída com as orientações prescritas na BNCC. Os aportes teóricos provêm de dois campos: o primeiro envolve reflexões acerca da cultura/letramento científico e seus desdobramentos na sociedade (VOGT, 2003; ROJO, 2008); o segundo compreende as reflexões sobre análise e didatização de gêneros textuais na perspectiva interacionista sociodiscursiva (BRONCKART, 1999; MACHADO, 2005), contemplando uma metodologia descendente. Os resultados da análise da reportagem selecionada, bem como a proposta de atividades didáticas de leitura se aproximam das orientações oficias prescritas na BNCC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Augusta de Macedo Reinaldo , Universidade Federal de Campina Grande

Docente do Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Ensino

Reinaldo Luiz da Silva Junior , Universidade Federal de Campina Grande

Discente de Graduação em Letras- Língua Portuguesa

Referências

BRONCKART, Jean-Paul. Os gêneros e os tipos de discurso como formatos das interações propiciadoras de desenvolvimento. In: BRONCKART, Jean Paul. Atividades de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. Campinas-SP: Mercado de Letras, 2006, p. 121-161.

BRONCKART, Jean-Paul. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. 2.ed. São Paulo: Educ, 1999.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular, Brasília: MEC/SEB, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 11 mar. 2023.

DEMO, Pedro. Educação Científica. vol. 1, n° 01, Revista Brasileira de Iniciação Científica, 2014.

DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: ROJO, R. H. R.; CORDEIRO, G. (orgs). Gêneros orais e escritos na escola. 3.ed. Campinas: Mercado das Letras, 2004.

GONÇALVES, M; JORGE, N; RIBEIROS, I; CUNHA, L; LUÍZ, M. R; COUTINHO, A. Trabalhar com textos de divulgação da ciência na disciplina de português. In: Matilde Gonçalves, Antônia Coutinho et al. Literacia científica na escola, n.90, Lisboa, 2018, p. 90-102.

JORGE, Helena. O estendal da ciência – da leitura à escrita de textos de divulgação científica. In: Matilde Gonçalves, Antônia Coutinho et al. Literacia científica na escola. n.90, Lisboa, 2018. 186p, p. 104-108.

JUNIOR, R. L. Textos de divulgação científica no componente curricular língua portuguesa. Relatório PIBIC, UFCG, 2020.

LEAL, Áudria. Multimodalidade e multiliteracia: elementos verbais e não verbais nos textos de divulgação científica. In: Matilde Gonçalves, Antônia Coutinho et al. Literacia científica na escola. n.90, Lisboa, 2018. 186p. p. 43-54.

MACHADO, Anna Rachel. A perspectiva interacionista sociodiscursiva de Bronckart. In: MEURER, J.L.; BONINI; Adair; MOTTA-ROTH, Desirée. (orgs.) Gêneros textuais, métodos, debates. São Paulo: Parábola, 2005, p. 237-259.

MARÔCO, J. (coord.); Gonçalves, C.; Lourenço, V. & Mendes, R. PISA 2015, vol. I. Lisboa: IAVE, I.P, 2016. Disponível em: http://iave.pt/np4/file/310/Relatorio_PISA2015.pd.

MAGALHÃES, T. G.; CRISTOVÃO Vera L. Letramento científico, gêneros textuais e ensino de línguas: uma contribuição na perspectiva do interacionismo sociodiscursivo. In: Raído, Dourados, MS, v. 12, n. 30, jul./dez. 2018.

PARAÍBA. Parâmetros Curriculares da Paraíba. Secretária de Educação, PB, 2018.

ROJO, Roxane. O letramento escolar e os textos da divulgação científica – a apropriação dos gêneros de discurso na escola. In: Linguagem em (Dis)curso – LemD, v. 8, n. 3, p. 581-612, set./dez. 2008.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira; MORTIMER, Eduardo Fleury. Tomada de decisão para ação social responsável no ensino de ciências. UNESP, v. 7, n.1, p. 95-111, 2001. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132001000100007 Acesso em jun. 2021.

SILVA, Wagner Rodrigues. Letramento científico na formação inicial do professor. Revista Práticas de Linguagem. v. 6, especial, 2016. Disponível em: htt p://www.ufj f.br/ praticasdelinguagem/files/2017/01/2-Artigo-Wagner.pdf.

TEIXEIRA, Carla. O especialista e outros sujeitos em artigos jornalísticos de divulgação científica na área da saúde. In: Matilde Gonçalves, Antônia Coutinho et al. Literacia científica na escola. n.90, Lisboa, 2018a, 186p. p. 55-69.

_____. Géneros de divulgação científica (notícia, reportagem, entrevista) – do contexto de produção ao texto. In: Matilde Gonçalves, Antônia Coutinho et al. Literacia científica na escola. n.90, Lisboa, 2018b. 186p. p.147-163.

VOGT, C. A espiral da cultura científica. Com ciência. 2003. Disponível em: http:// www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/cultura/cultura01.shtml. Acesso em: 21 fev. 2023.

Downloads

Publicado em

10 de junho de 2023

Como Citar

REINALDO , M. A. de M. .; SILVA JUNIOR , R. L. da. ANÁLISE DE TEXTO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O ENSINO DA LEITURA. Revista Leia Escola, Campina Grande, v. 23, n. 1, p. 46–61, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8021633. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/leia/article/view/527. Acesso em: 13 abr. 2024.

Seção

Dossiê