Desafios contemporâneos na formação de professores de inglês: algumas contribuições dos estudos de Inglês como Língua Franca

Autores

  • Jacyara Nô dos Santos Universidade Federal da Bahia – UFBA
  • Sávio Siqueira Universidade Federal da Bahia – UFBA
Palavras-chave: Inglês como língua franca, Formação de professores, Ensino de inglês

Resumo

DOI: https://dx.doi.org/10.35572/rlr.v8i3.1458

O caráter singular da língua inglesa tem contribuído para a produção de uma literatura abundante voltada para o delineamento de uma pedagogia de ensino desse idioma que leve em consideração seu papel de língua franca. Nos últimos anos, a literatura da área de Inglês como Língua Franca (ILF) tem demonstrado grande interesse em apresentar exemplos práticos do que seja ensinar a língua inglesa numa perspectiva de língua franca. De igual modo, muitos trabalhos têm demonstrado a relevância da inserção dos estudos do ILF nos programas de formação de professores de inglês. Neste artigo, partindo de considerações feitas por pesquisadores do campo do ILF (BAYYURT; SIFAKIS, 2017; COGO; SIQUEIRA, 2017; GIMENEZ; EL KADRI; CALVO, 2018; JORDÃO; MARQUES, 2018; SIFAKIS, 2014), discutimos acerca da importância da inserção dos estudos do ILF para a formação docente, levando em consideração o desafio que tal inserção representa, visto que o processo de aprendizagem e  ensino de língua inglesa continua a ser orientado pelo construto do falante nativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacyara Nô dos Santos, Universidade Federal da Bahia – UFBA

Doutoranda em Língua e Cultura, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Salvador, Bahia, Brasil.
Professora de Inglês do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – IFBA, Ilhéus,
Bahia, Brasil.

Sávio Siqueira, Universidade Federal da Bahia – UFBA

Professor Doutor da Universidade Federal da Bahia – UFBA, Salvador, Bahia, Brasil.

Referências

BAKER, W. Culture and identity through English as a lingua franca: rethinking concepts and goals in intercultural communication. Berlin: Mounton de Gruyter, 2015.

BAYYURT, Y.; SIFAKIS, N. Foundations of an EIL-aware teacher education. In: MATSUDA, A. (Ed.). Preparing teachers to teach English as an International Language. Bristol: Multilingual Matters, 2017. p. 3-18.

BORDINI, M.; GIMENEZ, T. Estudos sobre inglês como língua franca no Brasil

(2005-2012): uma metassíntese qualitativa. Signum: Estudos da Linguagem,

Londrina, v. 17, n. 1, p. 17-43, 2014.

CANAGARAJAH, S. In search of a new paradigm for teaching English as an international language. TESOL Journal, v. 5, n. 4, p. 767-785, 2014.

COGO, A.; SIQUEIRA, D. S. P. S. “Emacipating myself, the students and the language”: Brazilian teachers’ attitudestowards ELF and the diversity of English. Englishes in Practice, v. 4, n. 3, p. 50-78, 2017.

DEWEY, M. Pedagogic criticality and ELF. Atlantis, Zurich, v. 36, n. 2, p. 11-30,

DUBOC, A. P. M. The ELF teacher education: Contributions from postmodern studies. In: GIMENEZ, T.; EL KADRI, M. S.; CALVO, L. C. S. (Ed.). English as a Lingua Franca in teacher education: a Brazilian perspective. Berlin: De Gruyter Mouton, 2018, p. 159-187.

EL KADRI, M. R. Atitudes sobre o estatuto do inglês como língua franca em um curso

de formação inicial de professores. 2010. 179 f. Dissertação (Mestrado em Estudos

da Linguagem) – Centro de Letras e Ciências Humanas, Universidade Estadual

de Londrina, 2010.

GIMENEZ, T.; EL KADRI, M. S.; CALVO, L. C. S. (Ed.). English as lingua franca in teacher education: a Brazilian perspective. Berlin: De Gruyter Mouton, 2018.

GIMENEZ, T. Renomeando o inglês e formando professores de uma língua global. Estudos Linguísticos e Literários, Vol. 52, p. 73-93, ago-dez 2015.

JORDÃO, C. M.; MARQUES, A. N. English as a lingua franca and critical literacy in teacher education: shaking off some “good old” habits. GIMENEZ, T.; EL KADRI, M. S.; CALVO, L. C. S. (Ed.). English as lingua franca in teacher education: a Brazilian perspective. Berlin: De Gruyter Mouton, 2018, p. 53-68.

JENKINS, J. English as a Lingua Franca: from the classroom to the classroom. ELT Journal, v. 66, n. 4, p. 486-494, 2012. Disponível em: https://web.uniroma1.it/ seai/ sites/ default/files/jenkins-English%20as%20a%20Lingua%20Franca.pdf. Acesso em: 20 ago. 2017.

KACHRU, B. B. Standards, codification and sociolinguistics realism: the English language in the outer circle. In: QUIRCK, R.; WIDDOWSON, H. (Ed.). English in the world: teaching and learning and literatures. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 1985. p. 11-30.

KLEINMAN, A. B. Agenda de pesquisa e ação em Linguística Aplicada: problematizações. In: MOITA LOPES, L. P. da. (Org.). Linguística Aplicada na modernidade recente: Festschrift para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola, 2013, p. 39-58.

LOPRIORE, L. ELF and ELT education: new perspectives in language awareness. ELF-awareness in ELT: bringing together theory and practice. JELF, v. 7, n. 1, p. 160-166, 2018.

RAJAGOPALAN, K. Maria Nilva Pereira pergunta/ Kanavallil Rajagopalan responde: o inglês como língua internacional na prática docente. In: LIMA, D. C. Ensino e aprendizagem de língua inglesa: conversas com especialistas. São Paulo: Parábola, 2009, p. 39-46.

SEIDLHOFER, B.; WIDDOWSON. ELF for ELF: A change of Subject. In: SIFAKIS, N. C.; TSANTILA, N. (Ed.). English as a lingua franca for ELF contexts. Bristol, Blue Ridge Summit: Multilingual Matters, 2019, n.p.

SIFAKIS, N. C.; TSANTILA, N. (Ed.). English as a lingua franca for ELF contexts. Bristol, Blue Ridge Summit: Multilingual Matters, 2019.

SIFAKIS, N. C. Introduction. ELF-awareness in ELT: bringing together theory and practice. JELF, v. 7, n. 1, p. 155-160, 2018.

______. ELF awareness as an opportunity for change: a transformative

perspective for ESOL teacher education. Journal of English as a Lingua Franca,

Berlin, v. 3, n. 2, p. 317-335, 2014.

______. Challenges in teaching ELF in the periphery: the Greek context. ELT Journal, v. 63, p. 230-237, 2009.

______. The education of the teachers of English as a lingua franca: a transformative perspective. International Journal of Applied Linguistics, v. 17, p. 355-375, 2007.

SIQUEIRA, D. S. P.; MATOS, J. V. G. ELT Materials for basic education in Brazil: has the time for an ELF-aware practice arrived? In: In: SIFAKIS, N. C.; TSANTILA, N. (Ed.). English as a lingua franca for ELF contexts. Bristol, Blue Ridge Summit: Multilingual Matters, 2019, p. 132-156.

SIQUEIRA, D. S. P. Inglês como língua internacional: por uma pedagogia intercultural crítica. Tese de Doutorado (não publicada), Universidade Federal da Bahia, Programa em Letras e Linguística, Salvador (BA), 2008

Downloads

Publicado em

10 de outubro de 2023

Como Citar

SANTOS, J. N. dos .; SIQUEIRA, S. . Desafios contemporâneos na formação de professores de inglês: algumas contribuições dos estudos de Inglês como Língua Franca. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 8, n. 3, p. Port. 65–86 / Eng. 64, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/1428. Acesso em: 15 abr. 2024.

Seção

A formação de professores de línguas na contemporaneidade: cenários, desafios e possibilidades