CHAMADAS DOSSIÊS 2024

12-08-2023

________________________________________________________

 VOL 24 - Nº 2 - (2024)

PRÁTICAS TRANSLÍNGUES NA EDUCAÇÃO LINGUÍSTICA E LITERÁRIA

A coexistência entre monolinguismo, multilinguismo e translinguismo, como condições glotopolíticas do contemporâneo, tem trazido múltiplas indagações e possibilidades de rediscussão teórico-crítica aos estudos linguísticos e literários. Tal coexistência indicia uma tensão constitutiva dos discursos sobre as línguas e as literaturas, gerando também inflexões na educação linguística e literária, na pesquisa e na formação de professores. A adesão de certos agentes das esferas acadêmica e pedagógica à reflexão sobre as práticas translíngues, que questionam tanto o paradigma monolíngue – vinculado ao poder de nações e impérios – quanto a cooptação do multilinguismo pelos mercados linguísticos globais, vem visibilizando linguagens e textualidades transfronteiriças, historicamente minorizadas, marcadas pelo atravessamento de línguas indígenas, africanas, de migração, de contato, bem como de variedades não prestigiadas pela gramática normativa, pelo cânone literário e pelos currículos de língua materna, línguas adicionais e literaturas. Sendo assim, o presente dossiê pretende reunir artigos oriundos de pesquisas ligadas a diferentes linhas teóricas, ou perspectivas transdisciplinares, que enfoquem: (i) diferentes práticas translíngues e transculturais presentes em gêneros discursivos relevantes para a educação básica ou para a formação docente; (ii) formas diversas de mediação, visibilização ou silenciamento de textualidades translíngues no âmbito da educação linguística e/ou da educação literária; (iii) os impactos que as políticas linguísticas, literárias e culturais produzem em relação ao tratamento pedagógico das performatividades translíngues e transfronteiriças no ensino de línguas ou de literaturas; (iv) a relação da translinguagem com as práticas de intercompreensão, abordagem intercultural e tradução em diferentes espaços e propostas educacionais; (v) os efeitos (contra)pedagógicos gerados pelo contato entre línguas/culturas na literatura e em diferentes esferas do discurso.

Organizadores

Antonio Andrade - Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ/FAPERJ/CNPq

Elíria Quaresma Fugazza - Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG

Josh Prada - Universidade de Groningen - Países Baixos

PRAZO PARA SUBMISSÃO - 31 DE MAIO DE 2024                                 PUBLICAÇÃO - SETEMBRO DE 2024

_______________________________________________________

VOL 24 - Nº3 - (2024) - ORALIDADE NA PERSPECTIVA DO ENSINO DE LÍNGUAS

Convidamos todos os interessados a problematizar, discutir e divulgar suas pesquisas, reflexões e descobertas relacionadas os diversos olhares que a expressão e a compreensão oral vêm recebendo nos últimos anos. O objetivo deste dossiê é fornecer um espaço de divulgação e discussão para estudos que abordem a oralidade como componente essencial do processo de ensino e aprendizagem de línguas (materna ou estrangeiras). Buscamos artigos que explorem as diversas abordagens relacionadas ao desenvolvimento das habilidades orais (abordagem comunicativa, sociolinguística, intercultural, fonética-fonológica e sociocognitiva), suas práticas pedagógicas (estratégias de ensino, avaliação e interação comunicativa), entre outros tópicos relevantes para a área.

Organizadores:

Prof. Dr. José Rodrigues de Mesquita Neto (UERN)

Prof. Dra. Ana Graça Canan (UFRN)

Prof. Dr. Moisés Llopis – Universidad de Chile

PRAZO PARA SUBMISSÃO - 30 DE SETEMBRO DE 2024                                 PUBLICAÇÃO - DEZEMBRO DE 2024