Formação continuada de professores do ensino superior: as influências de um grupo de estudos

Autores

  • Adriana Cristina Sambugaro de Mattos Brahim Universidade Federal do Paraná – UFPR
Palavras-chave: Formação continuada de professores, Novos letramentos, Ensino de LE

Resumo

DOI: https://dx.doi.org/10.35572/rlr.v8i3.1464

O presente trabalho tem como objetivo apresentar algumas reflexões sobre como um grupo de estudos, vinculado a um grupo de pesquisa, tem se constituído um espaço profícuo e contínuo de promoção da formação continuada de professores de línguas estrangeiras (LE) de diferentes instituições de ensino superior (IES), que não atuam em cursos de licenciatura, mas em outros cursos de graduação, como os superiores de tecnologia. Inicialmente faço uma introdução, pontuando aspectos das pesquisas em Linguística Aplicada que tratam da formação de professores, trazendo à tona a necessidade de também se pensar na formação continuada de “professores não formadores”, por esses também necessitarem de uma formação que deve acontecer ao longo da carreira para propiciar desenvolvimento profissional, social e pessoal. Na sequência faço um relato da minha experiência na criação do grupo de pesquisa a partir do qual surgiu o grupo de estudos, e posteriormente apresento como se deu a elaboração de uma nova proposta curricular de língua inglesa para um curso superior de tecnologia no qual atuo, juntamente com depoimentos de colegas professores de LE participantes do grupo de estudos, apontando o modo como nossas práticas de sala de aula têm sido influenciadas pelas leituras, discussões e reflexões promovidas pelo grupo de estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Cristina Sambugaro de Mattos Brahim, Universidade Federal do Paraná – UFPR

Doutora. Universidade Federal do Paraná – UFPR. Curitiba, Paraná, Brasil.

Referências

BEHRENS, Marilda. O paradigma da complexidade na formação e no desenvolvimento profissional de professores universitários. Revista Educação, vol. XXX, núm. 63, setembro-dezembro, 2007, pp. 439-455.

BOHN, Hilário I. Ensino e aprendizagem de línguas: os atores da sala de aula e a necessidade de rupturas. In: MOITA LOPES, L. P. da. Linguística aplicada na modernidade recente. São Paulo: Parábola, 2013.

BRAGA, Denise Bértoli. Ambientes Digitais: reflexões teóricas e práticas. São Paulo: Cortez, 2013.

BRAHIM, Adriana C. S. de Mattos. Perspectivismo crítico, interpretação discursiva e interação pedagógica: subsídios para uma proposta de leitura crítica a partir do livro didático de inglês como língua estrangeira. Tese de Doutorado. Unicamp, 2008.

BRAHIM, Adriana C. S. de Mattos. Texto e interação: subsídios para uma pedagogia crítica de leitura em língua inglesa. Dissertação de Mestrado. Unicamp, 2002.

BUSNARDO, J. & BRAGA, D. B. Uma visão neo-Gramsciana de leitura crítica: contexto, linguagem e ideologia. Ilha do Desterro. Florianópolis: Editora da UFSC, 2000. pp. 91-114.

CANAGARAJAH, S. Translingual Practice. Global Englishes and Cosmopolitan Relations. New York: Routledge, 2013.

COPE, B.; KALANTZIS, M. (eds.) Multiliteracies: literacy learning and the design of social futures. London: Routledge, 2000.

COPE, Bill; KALANTZIS, Mary. New learning: elements of a science of education. Port Melbourne: Cambridge University Press, 2008.

FAIRCLOUGH, N. Analysing discourse: text analysis for social research. Routledge, 2003.

FAIRCLOUGH, N. Critical discourse analysis: the critical study of language. London: Longman, 1995.

FAIRCLOUGH, N. Discourse and social change. London: Longman, 1992.

FAIRCLOUGH, N. Language and power. London: Longman, 1989.

FREIRE, Maximina M. e LEFFA, Vilson J. A auto-heteroecoformação tecnológica. In: MOITA LOPES, L. P. da. Linguística aplicada na modernidade recente. São Paulo: Parábola, 2013.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GEE, J. P. Foreword: a Discourse approach to language and literacy. In: LANKSHEAR, C. et al. Changing literacies. Buckingham: Open University Press, 1997.

GEE, J.P. Social linguistics and literacies: Ideologies in discourses (2nd ed.). London: Taylor & Francis, 1996.

JORDÃO, Clarissa M. et al. Formação “desformatada”: práticas com professores de língua inglesa. Campinas: Pontes, 2011.

JORDÃO, Clarissa M. et. Al. Letramentos em prática na formação inicial de professores de inglês. Campinas: Pontes, 2018.

KUMARAVADIVELU, B. Language teacher education for a global society. New York: Routledge, 2012.

MENEZES DE SOUZA, L.M. Professor de Inglês e os Letramentos no século XXI: métodos ou ética: IN: JORDÃO, C.M. et al. Formação Desformatada: práticas com professores de língua inglesa. Campinas: Pontes, 2011.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Fotografias da linguística aplicada brasileira na modernidade recente: contextos escolares. In: MOITA LOPES, L. P. da. Linguística Aplicada na modernidade recente. São Paulo: Parábola, 2013.

MONTE MÓR, Walkyria Maria. Crítica e Letramentos Críticos: Reflexões Preliminares. In: ROCHA, Cláudia Hilsdorf; MACIEL, Ruberval Franco (Orgs.). Língua Estrangeira e Formação Cidadã: por entre discursos e práticas. Campinas: Pontes Editora, 2013. p. 31-50.

PIGNATELLI, Frank. Que posso fazer? Foucault e a questão da liberdade e da agência docente. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. O sujeito da educação: estudos foucaultianos. 2. Edição. Petrópolis: Vozes, 1994.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

KALANTZIS, Mary; COPE, Bill. Literacies. Cambridge UK: Cambridge University Press, 2012.

KRESS, Gunter. Literacy in the new media age. London and New York: Routledge, 2003.

LANKSHEAR, Colin; KNOBEL, Michele. A new literacies reader: educational perspectives (new literacies and digital epistemologies). New York: Peter Lang, 2013.

LANKSHEAR, Colin; KNOBEL, Michele. New Literacies: changing knowledge and classroom learning. 2..ed. Buckingham: Open University Press, 2003.

LANKSHEAR, Colin; KNOBEL, Michele. New Literacies: Everyday practices and classroom learning. 2.. ed. Glasglow: McGraw-Hill/ Open University Press, 2006.

LANKSHEAR, Colin; KNOBEL, Michele. Sampling "the New" in New Literacies. In: KNOBEL, Michele; LANKSHEAR, Colin (Eds.). A New Literacies Sampler. New York: Peter Lang, 2007. v. 29.

ROJO, Roxane. Pedagogia dos Multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, Roxane & MOURA, Eduardo (orgs). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.

THE NEW LONDON GROUP. A pedagogy of multiliteracies: Designing social futures. Harvard Educational Review, 66(1), 60-92, 1996.

Downloads

Publicado em

10 de outubro de 2023

Como Citar

BRAHIM, A. C. S. de M. . Formação continuada de professores do ensino superior: as influências de um grupo de estudos. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 8, n. 3, p. Port. 131–146 / Eng. 128, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/1431. Acesso em: 15 abr. 2024.

Seção

A formação de professores de línguas na contemporaneidade: cenários, desafios e possibilidades