Tradução visual: um estudo das capas de Station eleven, de Emily St.John Mandel

Autores

  • Flávia Denise Magalhães CEFET-MG
  • Andréa Soares Santos CEFET-MG
Palavras-chave: Tradução, Paratextos editoriais, Capas de livros

Resumo

DOI: https://dx.doi.org/10.35572/rlr.v7i2.1123

Este estudo discute o conceito de tradução, aplicando-o ao processo de elaboração da capa de um livro e à transposição deste paratexto quando da edição da obra em outros países. Partindo dos conceitos de tradução, de Walter Benjamin (2008); de tradução intersemiótica, de Roman Jakobson (1985); assim como do de tradução visual, de Giovanni Baule, citado por Marco Sonzogni (2011),  este estudo busca identificar as trocas que ocorrem entre um texto e seu paratexto. Três formas de tradução são possíveis na elaboração da capa de um livro: primeiro, a elaboração da capa original a partir do texto (tradução intersemiótica), segundo, a tradução da parte textual da capa original para outra língua, mantendo o restante do material igual ou similar (tradução idiomática); terceiro, a re-elaboração da capa a partir da capa original, e não do texto (tradução visual). Levando-se em consideração esses conceitos, é feita a análise das traduções de capas do livro Station Eleven, da autora canadense Emily St. John Mandel (2014). A obra recebeu paratexto inédito em grande parte das mais de 20 localidades onde foi editada. Sendo tradução, a elaboração da capa pode ser analisada a partir do princípio da fidelidade. Porém, a tradução aqui, seja ela intersemiótica, idiomática ou visual, é entendida como fruto de uma negociação entre interesses diversos, entre eles os do autor, do designer, do editor e do representante de vendas. Portanto, o paratexto capa, em sua função de “embaixador” do livro, pode ser compreendido, também, como um “termômetro” para a análise de influências políticas e econômicas sobre o texto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Denise Magalhães, CEFET-MG

Mestranda no Programa de Pós Graduação em Estudos de Linguagens do CEFET-MG. Jornalista pela
PUC Minas e colunista no jornal O Tempo em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Andréa Soares Santos, CEFET-MG

Doutora em Literatura Comparada pela UFMG. Professora do Curso de Letras e do Programa de Pós
Graduação em Estudos de Linguagens do CEFET-MG, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Referências

BARTHES, Roland. The photographic message. In: BARTHES, Roland. Image, music, text. Trad. Stephen Heath. Londres: Fontana Press, 1977. p. 15-31.

BENJAMIN, Walter. A tarefa-renúncia do tradutor. Trad. Susana Kampff Lages. IN: BENJAMIN, Walter. A tarefa do tradutor de Walter Benjamin: quatro traduções. Belo Horizonte: Fale/UFMG, 2008. p. 66-81.

DANTAS, Marta Pragano. Tradução, trocas literárias e (a) d(i)versidade editorial. Traduzires. Brasília, v.1, n.1, 2012. p. 72-83.

GENETTE, Gérard. O Peritexto Editorial. IN: GENETTE, Gérard. Paratextos Editoriais. Trad. Álvaro Faleiros. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2009. p. 21-35.

JAKOBSON, Roman. Aspectos linguísticos da tradução. IN: JAKOBSON, Roman. Linguística e comunicação. 2ªed. Trad. Isidoro Blikstein e José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1985. P. 63-72.

LOPES, Suelen. Suelen Lopes: inédito. E-mail. 9 de agosto de 2017. Entrevista concedida a Flávia Denise Pires de Magalhães.

MANDEL, Emily st. John. Hi, I’m Emily St. John Mandel, author of Station Eleven. AMA. Junho de 2015. Disponível em: [https://www.reddit.com/r/books/comments/38e15y/hi_im_emily_st_john_mandel_author_of_station/]. Acesso em: 31 de maio de 2018.

MANDEL, Emily st. John. Emily St. John Mandel: inédito. E-mail. 22 de julho de 2017. Entrevista concedida a Flávia Denise Pires de Magalhães.

POLAT, Dilek Nur. Rebranding Book Covers of Foreign Editions. 2013. 81 f. Dissertação (Mestrado em Book Design) – University of Reading de Reading, Reino Unido. Disponível em: [https://dnpolat.files.wordpress.com/2014/03/polat-dilek.pdf]. Acesso em: 20 jun. 2017.

SONZOGNI, Marco. The Nature and Function of the Book Cover. Re-Covered Rose: A Case Study in Book Cover Design as Intersemiotic Translation. John Benjamins Publishing Company, 2011. p.9-36.

Downloads

Publicado em

14 de outubro de 2023

Como Citar

MAGALHÃES, F. D. .; SANTOS, A. S. . Tradução visual: um estudo das capas de Station eleven, de Emily St.John Mandel. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 7, n. 2, p. 67–86, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/RLR/article/view/1534. Acesso em: 26 fev. 2024.

Seção

A tradução e suas linguagens