GEOMETRIA SAGRADA

AS CÚPULAS DE GUARINO GUARINI EM TURIM, ITÁLIA

Autores

Palavras-chave: Barroco, Fotografia, It´ália, CAMILLO GUARINO GUARINI

Resumo

Camillo Guarino Guarini (1624 - 1683) nascido em Modena, Itália, foi um padre teatino em cuja formação sacerdotal estudou além de teologia, arquitetura, filosofia e matemática. Atua, portanto, como teórico e arquiteto, publicando tratados sobre geometria descritiva e defendendo o universo geocêntrico contra Copérnico e Galileu. A complexidade do conhecimento apresentado em seus tratados está presente no desenho e no quadro estrutural de todos os seus edifícios. Ela constitui a base de sua teoria da arquitetura, um sistema unificado filosófico, matemático e astronômico aplicados diretamente para o projeto. No plano teórico, muitas vezes se nota que seu tratado "Disegni d'architettura civile et ecclesiastica" de 1686 é uma das primeiras manifestações de interesse pelo gótico após um longo período de abnegação. Guarini foi particularmente ativo na cidade de Torino (Turim), como arquiteto do duque Philibert de Sabóia, onde se tornou um dos maiores expoentes do barroco piemontês. A Capela do Santo Sudário (Cappella Della Sacra Sindone) foi confiada ao padre-arquiteto que, saindo de Paris em 1666 parou na capital dos Saboia, e a partir de meados de 1667-68 assumiu as obras. Em particular, Guarini redesenhou a cúpula, construída para promover elevada luminosidade interna. O projeto se organiza em três zonas com luminosidades diferentes: a escada de acesso está em meia-luz, a zona do vestíbulo está em semipenumbra e finalmente a zona da cúpula está cheia de luz graças à presença de grandes janelas e aberturas superiores. A cobertura é sustentada por nervuras decoradas que se originam em linhas arqueadas. Guarini usa a própria estrutura da cúpula como ferramenta para criar uma ilusão de ótica de verticalismo. O observador obtém essa ilusão porque o cérebro espera que a distância entre as camadas seja constante, mas na realidade ela diminui gradativamente criando esse engano óptico. Em paralelo, a Igreja de São Lorenzo (Real Chiesa di San Lorenzo) é fruto da transformação de um prédio anterior em um santuário de planta central encimada por uma grande cúpula, obra-prima de Guarini. Começando por baixo, inicia-se com uma base circular decorada com oito janelas. Oito arcos que se cruzam sustentam a cúpula formando uma estrela de oito pontas que lembra características de mesquitas, com janelas menores adornando as áreas entre os arcos. Na parte superior, a lanterna é cercada por uma forma octogonal. A geometria da cúpula é extraordinariamente enriquecida pelas aberturas, de desenho distinto e iluminando diferentemente a abóbada e a nave, de acordo com as horas e as estações. A combinação dessas características geométricas e o reflexo da luz criam formas que lembram rostos, chamadas de “face do diabo” (“faccia del diavolo)”. Há reminiscências dos trabalhos de Francesco Borromini na obra de Guarini, em particular o jogo com efeitos ópticos e "desconstrução" orgânica das ordens clássicas e princípios de coluna e entablamento. As obras dilatam o olhar arquitetônico, criando jogos de luz e sombra que desafiam ser captadas pela expressividade da fotografia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARGAN, G. C. A História da Arte italiana: De Michelangelo ao Futurismo. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

MÜLLER, Werner. “The Authenticity of Guarini’s Stereotomy in His ‘Architettura Civile.’” Journal of the Society of Architectural Historians 27, no. 3 (1968): 202–8. https://doi.org/10.2307/988502.

ROBISON, Elwin C. “Optics and Mathematics in the Domed Churches of Guarino Guarini.” Journal of the Society of Architectural Historians 50, no. 4 (1991): 384–401. https://doi.org/10.2307/990663.

SCOTT, John Beldon. “Seeing the Shroud: Guarini’s Reliquary Chapel in Turin and the Ostension of a Dynastic Relic.” The Art Bulletin 77, no. 4 (1995): 610–37. https://doi.org/10.2307/3046139.

Downloads

Publicado em

5 de setembro de 2023

Como Citar

GURGEL, A. P. C. GEOMETRIA SAGRADA: AS CÚPULAS DE GUARINO GUARINI EM TURIM, ITÁLIA . Revista Arquitetura e Lugar, Campina Grande, v. 1, n. 3, p. 133–139, 2023. Disponível em: https://revistas.editora.ufcg.edu.br/index.php/arql/article/view/620. Acesso em: 3 dez. 2023.

Seção

Ensaios fotográficos